10 agosto, 2010

Resenha: Relações de Sangue

Gostou deste artigo? Então clique no botão ao lado para recomendá-lo aos seus contatos do Google! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter e assinar nosso Feed.

-->
Relações de Sangue
Autora: Martha Argel
Número de páginas: 256
Editora: Giz Editorial
Assunto: Literatura Fantástica
Edição: 1ª edição
Ano: 2010
Sobre Relações De Sangue

>> COMPRE AQUI <<

Relações de Sangue é um clássico da literatura vampírica brasileira. Publicado originalmente muito antes da recente febre de vampiros que arrebatou o coração dos leitores, o romance de estreia de Martha Argel ainda é adorado por uma legião de fãs.
Num estilo ágil e bem humorado, e misturando romance policial com vampiros, Relações de Sangue traz uma história de mistério, suspense e sedução ambientada na São Paulo dos dias de hoje, capaz de prender a atenção do início ao fim.
Com esta nova edição, uma vez mais a Giz Editorial brinda os leitores com a prosa elegante e tão característica de Martha Argel, que já há algum tempo firmou-se como um dos nomes mais importantes da Literatura Fantástica nacional.
Sinopse
Maria Clara Baumgarten levava uma vida bem normal, até conhecer a vampira Lucila, cujos olhos castanhos grandes e inocentes enganariam até o mais desconfiado dos humanos, quanto mais a pobre Clarinha.
Um vampiro traz o outro, e logo ela está às voltas com Daniel, um inescrupuloso vampiro de programa. Moreno, alto, bonito e sensual, ele precisa da ajuda das humana e da vampira para encontrar o assassino em série que está atacando suas “clientes”.
Mas... e se o assassino encontrar Clara primeiro?
Quando recebi o email sobre a promoção de parceria com os blogs para a divulgação de Relações de Sangue, sou sincera a dizer que fiquei meio assim em aceitar, até então eu não tinha estimulo para ler a maioria dos livros escritos por autores brasileiros, principalmente da Literatura Fantástica, porque vamos concordar que a pior coisa que existe é você ler um livro que não gosta (experiência própria, da 5ª a 8ª serie éramos obrigados a ler alguns clássicos da literatura brasileira, como: O Alquimista, A mão e a Luva, Helena... entre outros; não que sejam ruins, só que não fazem meu estilo, porém no ensino médio um professor teve a excelente idéia de deixar que NÓS escolhesse-mos o livro, a partir daí a minha paixão por eles aflorou), bom voltando ao assunto, estava meio ressabiada, mas mesmo assim aceitei!!! E não é que eu estava errada... Li, li não... comi o livro em dois dias, e isso só acontece comigo quando realmente gosto do que estou lendo!! Então já deu pra perceber o que achei do livro ne!!
Vamos ao que interessa:
Clara é colocada ao lado da aparentemente ingênua Lucila no transcorrer de um assalto, a partir daí a vampira Lucila resolve se tornar amiguinha inseparável de Clara, que por sua vez cria uma certa afeição por ela e acaba abrindo a porta da sua casa para a vampira. O que Clara não esperava é que juntamente com um vampiro viesse outro e outrooo... E o que era uma vida tranqüila vira um verdadeiro transtorno.
Daniel (moreno, alto, bonito e sensual, descrição irresistível e fiel do que é Daniel) amiguinho de Lucila, e um vampiro de programa, pede ajuda a Clara para esta pensar como uma humana e tentar desvendar juntamente com eles quem está assassinando suas clientes.
Tudo está transcorrendo bem até que eles acham o tal assassino, sendo que este também é um vampiro, só que um vampiro diferente, um Vampirão, e o simples fato deste falar com Clara ao telefone desperta uma euforia, e um anseio de conhecê-la o mais rápido possível, satisfazer-se e deixar acontecer o que aconteceu com todas as outras mulheres. Clara sabia o que aconteceria se acabasse se deixando levar por ele, porém após um encontro com o tal Vampirão e ao toque dele em seu pescoço (pescoço perto do ombro onde como parte do plano Lucila teve de morde-la) em cima da marca deixada pela mordia ele libertou os desejos mais secretos e até desconhecidos por Clara, ela sempre fora muito centrada, mas neste momento a parte mórbida e irresponsável desta foi libertada e ela queria mais do que tudo, independente do que fosse acontecer no final...
Agora Clara via-se dividida em se manter viva e em saciar seu desejo, a ânsia por quer mais e mais daquilo, e ao mesmo tempo o medo a acometia, se não se controla-se ela seria sua própria assassina, a cobiça por querer sentir uma vez mais aquilo que descobrira, aquilo que estava escondido dentro de si, algo perigoso que a faria morrer, mas que a fazia sentir um prazer imensurável.
“Então ele me mordeu, uma dor breve e brilhante que foi como a porta de entrada para aquele mundo novo, complexo e arrebatador, aquela mesma amálgama inacreditável de emoções que era eu, que eu havia descoberto havia tão pouco tempo, mas da qual já era tão completamente dependente, pela qual já ansiava com uma intensidade que não com seguia sequer imaginar, e que me fazia esquecer de qualquer prudência, qualquer cuidado, qualquer receio. Eu estava me entregando da forma mais completa e irresponsável possível”.
Antes de ler a sinopse eu olhei a capa e achei interessante, onde nela mostra um trecho de um classificado (como mostrado na imagem). Achei bem legal a idéia de um vampiro estar atrás de suas vitimas através de um jornal, e ainda mais interessante a relação disto com a realidade, o vampiro realmente inserido na sociedade sem que ninguém note (o fato descrito tem relação com a historia, parabéns Martha pela criatividade).
A autora sabe ambientar muito bem as cenas e da um toque diferente a cada pagina. Um livro intrigante e sedutor que te faz realmente viajar para dentro da história.
Ahhh.. para os que gostarem de Relações de Sangue ele tem continuidade com o livro Amores Perigosos, que ainda está sendo negociada a publicação (ansiosa hehehe).
-->
Relações de Sangue na 21ª. Bienal do Internacional do Livro de São Paulo
Ao longo de toda a Bienal, Martha Argel estará conversando com os leitores e autografando Relações de Sangue. Acompanhe dias e horários pelo Twitter da autora.
Dia 13 de agosto
15:00 – Salão de Ideias: Por que o mito do vampiro continua vivo
Bate-papo com Martha Argel, Giulia Moon e André Vianco
19:00 – Martha Argel autografa Relações de Sangue
Local: Giz Editorial, estande N30
Dia 21 de agosto
16:00 – Martha Argel autografa Relações de Sangue
Local: Giz Editorial, estande N30
Saiba mais sobre a autora e seus livros, siga: http://vampirapaulistana.blogspot.com/

0 comentários:

Postar um comentário

Add This

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...